Participação Pública na Fase Inicial do Plano de Urbanização na envolvente do Choupal

Formalmente até 19 de Junho, podem todos os interessados emitir as suas opiniões, sugestões ou reclamações relativas à fase inicial de elaboração do Plano de Urbanização em causa. Neste momento não existem propostas formais para esse Plano, o processo encontra-se a começar, pelo que, é da máxima importância dar contributos para a sua valorização. Independentemente de outros contibutos que cada individuo pretenda fazer, a Plataforma do Choupal entendeu apelar a uma maciça reclamação colectiva. Se entende que a "nova travessia do Mondego" constituíria um gravoso ataque à "Mata Nacional do Choupal" caso se concretizasse e que como tal deve ser retirada dos termos de referência para a elaboração do dito Plano (ver anúncio), não hesite: imprima o postal abaixo, recorte-o e dobre-o pelas marcas inseridas e envie-o rapidamente para a Câmara Municipal de Coimbra. Se apreciou a iniciativa, divulgue-a pelos seus contactos! O Choupal agradece!

AnexoTamanho
Postal para imprimir e enviar para a Câmara Municipal (formato .pdf)1.26 MB
Aviso Plano de Urbanização (formato .pdf)414.53 KB

Força Plataforma!!!

FORÇA PLATAFORMA DO CHOUPAL!!!

Sou FÃ do Choupal e imagino os esforços que o ICN tem feito para manter a diversidade vegetal e faunística daquele local, apesar da invasão mais recente do arbusto "ailanto" (Ailanthus altissima) que acontece por toda a cidade e é uma praga.

Estou triste, aliás revoltada, com todas as notícias sobre este atentado ambiental e cultural do pior PROVINCIANISMO que é o malfadado Viaduto que tem "forçosamente" de atravessar a Mata Nacional do Choupal, quando no próprio Estudo de Impacte Ambiental (o 1º aprovado e publicado) se prevê um desvio da estrada na Pampilhosa do Botão para evitar um Campo de Golfe. E, escandalosamente, a uma semana das Eleições Autárquicas vem noticiado que os candidatos do PSD e do PS à Câmara Municipal de Coimbra "se congratularam com o novo projecto que prevê um atravessamento mais marginal da mata". Isto não é apenas provincianismo... isto são, obviamente, grandes interesses económicos conscientes da asneira que vão fazer e que estão a conseguir enganar os habitantes de Coimbra com a necessidade deste percurso.

Quem acha que o Choupal apesar do IC2 "vai continuar lá" está equivocado e sugiro que calce as sapatilhas e faça uma visita ao local. É que a mata tem uma extensão de apenas 2 Km.

PS: Ética é ecologia.

Filipa